Papais barbudos devem redobrar cuidados com pelos faciais para garantir eficácia das máscaras

familia (6)

Barbas e bigodes são ambientes propícios para a proliferação e sobrevivência do vírus causador do Covid-19, além de impedirem a vedação adequada das máscaras de proteção.

 

No início da epidemia do Coronavírus a recomendação dos órgãos da saúde sobre o uso de máscaras era que esse ficasse restrito apenas aos profissionais da saúde e portadores do vírus. Mas, de acordo com a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, essa recomendação mudou. “Isso porque estudos mostram que algumas pessoas são assintomáticas ao Coronavírus, ou seja, portam e transmitem o vírus causador do Covid-19, mas não apresentam seus sintomas. Além disso, descobriu-se que as micropartículas do Coronavírus podem permanecer no ar por mais tempo do que se pensava”, afirma. Dessa forma, o uso das máscaras para sair de casa tornou-se indispensável. Porém, alguns cuidados com esses equipamentos são necessários, principalmente por parte daqueles que possuem barba. “A barba e o bigode podem ‘abrigar’ o vírus caso a pessoa esteja contaminada e espirre ou tussa, eliminando gotículas. Ou então a pessoa não infectada pode estar com as mãos não higienizadas e tocar a própria barba, facilitando a transmissão do vírus”, explica a médica. Além disso, os pelos faciais podem impedir a vedação adequada da máscara.

Ainda não existe uma recomendação dos órgãos sanitários para que homens retirem a barba como medida de segurança para reduzir o contágio do novo coronavírus, pois, no momento, não existe um consenso da comunidade científica sobre o assunto. “Então, devemos manter em mente que as medidas mais importantes para evitar o contágio continuam sendo manter distância mínima de 1 metro entre as pessoas, evitar abraços, beijos e aperto de mãos, lavar as mãos com sabonete e água ou álcool gel, permanecer isolado e, se houver a necessidade de sair de casa, utilizar máscara de proteção”, destaca a médica.

Isso não quer dizer, porém, que você não possa tomar alguns cuidados extras com relação à barba para evitar o contágio pelo Coronavírus. Nesse momento, o ideal é que, se possível, você remova a barba por completo. É uma preocupação a menos. Mas, caso você queria continuar com a barba, é fundamental tomar alguns cuidados, como não tocar os pelos faciais, apará-los com frequência, mantê-los curtos e higienizar muito bem a região todos os dias. A higienização da barba pode ser realizada com produtos específicos para o tratamento dos pelos faciais,

As máscaras cirúrgicas descartáveis e as máscaras N95 estão em falta e com preços altos. Por isso, o ideal é deixar esses tipos de máscara disponíveis para os profissionais de saúde, que estão mais expostos ao vírus, e optar por fazer máscaras caseiras com tecidos de trama fechada. De acordo com a médica. As máscaras de tecido podem até mesmo ser reutilizadas, basta lavá-las com água quente e sabão após o uso para eliminar os vírus, finaliza.

 

FONTE: DRA. PAOLA POMERANTZEFF – Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD),

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá, como a SM pode te ajudar?